SAÚDE PÚBLICA E INTERPROFISSIONALIDADE

INSTRUMENTALIZAÇÃO PARA O ACOLHIMENTO DO IMIGRANTE HAITIANO NA UBS VILA ESPERANÇA

  • Júlia Loverde Gabella Universidade Estadual de Maringá
  • Neri Beatriz Alves Silva Universidade Estadual de Maringá
  • Milena Saravy Tibilette Universidade Estadual de Maringá
  • Júlia Calvo Nunes Universidade Estadual de Maringá
  • Afonso Luíz Oliveira Universidade Estadual de Maringá
  • Talitha Priscila Cabral Coelho Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: interprofissionalidade, imigrantes haitianos, atenção em saúde, acolhimento

Resumo

No presente texto relatamos a intervenção realizada na disciplina de Atenção em Saúde com o objetivo de aprimorar o acolhimento ao paciente haitiano por meio da tradução dos termos mais usados na comunicação com a equipe de uma Unidade Básica de Saúde. Procuramos integrar ensino, serviço e comunidade, por meio da metodologia ativa e da Educação Interprofissional de estudantes da área de saúde em parceria com a equipe de saúde e com os usuários da UBS. Com base na observação e análise constatamos que a falta de diálogo impede o vínculo e contribui para o aparecimento de preconceitos entre os trabalhadores e os imigrantes. Como resposta a essa demanda, produzimos instrumentos para melhoria na comunicação. Também revisamos o contexto sócio histórico da presença dessa comunidade no território desde o motivo primordial do processo migratório, passando pela situação geral dos imigrantes haitianos no Brasil, até a especificidade de como eles encaram a atenção em saúde ofertada na unidade básica.

Publicado
2018-10-12