SÍNDROME DE VOGT-KOYANAGI-HARADA: RELATO DE CASO COM ABORDAGEM DERMATOLÓGICA

  • Raíssa Coracini Varago UEM
  • Iorran Noceti Silvestri Universidade Estadual de Maringá - UEM
  • Lucas da Silva de Lima Universidade Estadual de Maringá - UEM
  • Roberta Ayres Ferreira do Nascimento Volpe Universidade Estadual de Maringá - UEM
  • Fabiola Menegoti Tasca Universidade Estadual de Maringá - UEM
Palavras-chave: SVKH, Síndrome Uveomeningoencefálica, Síndrome de Vogt-Koyanagi-Harada

Resumo

Paciente feminino, 48 anos, encaminhada para avaliação dermatológica por surgimento de manchas acrômicas em axilas bilateralmente há dois anos; relatava queixas visuais associadas, sem antecedentes de trauma oculares ou cutâneos. Levantada a hipótese da Sídrome de Vogt-Koyanagi-Harada, a paciente apresentou melhora das lesões dermatológicas após tratamento empírico.

Publicado
2018-10-12